quinta-feira, 3 de abril de 2014

Policial civil pega 22 anos, acusado de matar um universitário na Paraíba; Confira

Policial civil pega 22 anos, acusado de matar um universitário na Paraíba; Confira
 
O policial Civil Kemps Chemago Fernandes Gouveia foi condenado a 22 anos de prisão em regime fechado pelo assassinato do estudante universitário Suedson Magno de Lima.

O crime ocorreu em setembro de 2012 na saída de uma casa de show na cidade de Alagoa Grande, no Brejo do estado a 107 km de João Pessoa. O julgamento foi realizado nesta terça-feira (1), no fórum da cidade.

Kemps Chemago foi a júri popular quase dois anos depois de, segundo os autos processuais, ter cometido o crime. O policial estava preso na sede do 4º Batalhão de Polícia Militar, em Guarabira. Ele foi levado para o 2º Batalhão de Campina Grande onde deve cumprir a pena imposta pela justiça, segundo informou o destacamento da PM de Alagoa Grande.

Amigos e parentes de Suedson aguardavam ansiosos pelo desfecho do julgamento. Muitos vestiam uma camisa estampada pedindo justiça e com uma foto da vítima. Do lado de fora do fórum, faixas e cartazes foram colocados com pedido de justiça. A defesa do condenado disse que vai recorrer da sentença. Suedson Magno cursava o 4º ano do curso de Letras na Universidade Estadual da Paraíba, no Campus III, em Guarabira.

Crime bárbaro

Suedson Magno foi assassinado com três disparos na madrugada do domingo, dia 30 de setembro de 2012, na saída de um show. Ele estava acompanhado de amigos, quando o carro do policial bateu na moto da vítima.

Revoltado com a reação do estudante, o policial civil desceu do carro, sacou uma pistola e efetuou vários tiros contra Suedson, que ainda chegou a ser socorrido por uma ambulância do Samu, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Essas informações constam nos autos do processo, que foram colhidos durante depoimentos de testemunhas.

Tacima Oficial
com portalcorreio

Nenhum comentário:

Postar um comentário